17 maio 2008

O ATO FINAL

"Vede que ninguém vos engane. Porque virão muitos em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos. E, certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; vede, não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares; porém tudo isto é o princípio das dores. Então, sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome. Nesse tempo, muitos hão de se escandalizar, trair e odiar uns aos outros; levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos. Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo. E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim."
(Mateus 24:4-14)

Estive durante esta semana que se passou meditando sobre esta passagem acima. Um dos motivos, é que tivemos no seminário uma “discussão” sobre Escatologia e suas várias visões e interpretações. Não quero e nem vou me ater a este assunto, sobre o que vai acontecer com o mundo no final dos tempos, mas em como a igreja têm lhe dado com este assunto e se portado diante das necessidades de um mundo que jaz em trevas e necessita desesperadamente de Jesus. Esse foi o outro motivo e o mais importante.

Revendo no Youtube alguns vídeos (segue em anexo ao final deste artigo), eu me senti despertado a escrever este artigo. Amo demais o João Alexandre e a banda Fruto Sagrado. Por quê? Porque para mim são pessoas que têm sido levantadas por Deus como profetas em nossa nação. E aqui, não falo dos “profetas” que só são portadores de mensagens terapêuticas e de prosperidade, mas falo do profeta que se levanta em seu tempo com o intuito de admoestar, exortar e consolar, que confronta o pecado e chama ao arrependimento.

Na minha época de Banda Levitas, compus uma música que para mim expressa tudo que eu tenho a dizer hoje, e quero. É simples, não chega aos pés das composições como as de João Alexandre ou Fruto Sagrado, mas foram palavras colocadas por Deus em meu coração, surgido através de um descontentamento com coisas que tenho visto na igreja e que eu tenho lido a respeito dela, expressando aqui toda a minha insatisfação com o fato de nós, igreja, vivermos de uma maneira tão passiva em nossa geração, em como temos visto a história passar simplesmente, ao invés de transformá-la, assim como fomos transformados pelo Espírito Santo.


ATO FINAL (SAMUEL RIBEIRO)

Em meio a todo esse caos, dor e sofrimento
vemos profecias bíblicas em pleno cumprimento.
Guerras, união das moedas, doenças, fome e pestes,
seria um grande absurdo se ninguém dissesse!
Que o mundo caminha pro seu Ato Final,
julgamento aguardado separação do bem e do mal,
e o que será que nós estamos fazendo,
pra mudar o quadro nesse exato momento?
Deus nos escolheu, nos deu o chamado
e só por nós seu evangelho será pregado.
Precisamos viver, falar do seu amor
execermos o IDE seja onde for.
E não perdemos tempo com discussões vazias
que não levam a nada, só destroem vidas.
Discutir sobre roupas, doutrinas, dons e batizado?
E falar do seu evangelho sempre fica de lado!
Nós somos as criações de Deus, as suas primícias,
mas entre nós não existe amor, só hipocrisia.
Esquecemos de amar ao próximo, dar-lhe a mão,
o mundo transformou em pedra o nosso coração!
Quem está sendo influenciado, nós ou o mundo?
Era pra sermos os guias, mostrarmos o verdadeiro rumo.
Mas ao invés disso, esquecemos a nossa missão:
Que é de pregar o evangelho a toda e qualquer nação!

O mundo caminha para o seu fim
Deus quer falar com você através de mim
Breve o Ato Final irá começar
o mundo e o que conhecemos irá acabar
Quanto sangue inocente de você será cobrado
Por você não tomar parte, por não ter falado
Esqueça seu irmão, siga a sua vida,
Não são homens que você segue, mas é a Deus que você imita.


João Alexandre: É Proibido Pensar
João Alexandre: Tudo é Vaidade
Fruto Sagrado: Sangue de Abel
Fruto Sagrado: O Que na Verdade Somos
Fruto Sagrado: O Novo Mandamento

07 maio 2008

Uma Vida de Intimidade com Deus - Vol. 2

UMA CHAMADA À SANTIDADE VERDADEIRA

(1ª Pedro 1:16)

Quando começamos a falar sobre intimidade com Deus, no texto anterior, eu citei Daniel, que tomou não só uma, como tomou decisões buscando agradar ao seu Deus e não ao mundo. Ele tomou uma decisão dessa quando adolescente. Tomou outra decisão dessa quando velho. Se lermos todo o livro de Daniel veremos que em tudo o que ele fala, faz, ele buscava agradar a Deus.

Passou-se muito tempo desde a minha última postagem. Este tempo, em muito devido ao meu ministério, ajudou a pensar em que palavras escrever nesta postagem. Poderia eu começar uma série de escritos sobre intimidade com Deus, vários volumes. Seria ótimo, escreveria sobre o mesmo tema, que cá entre nós é uma tema bem vasto, e daria para durante semanas, porque não meses, falar sobre intimidade com Deus. E lembrei que a nossa vida é assim. Temos muito a falar sobre intimidade com Deus e pouco de vida em relação a este assunto. Conversamos em nossas igrejas: "viu a pregação de hoje? Estava ótima... Que linda a sua roupa, comprou onde?" ou talvez: "você viu o meu time hoje? Ninguém vai pará-lo, ganharemos tudo este ano." Quando uma pessoa demonstra passar por problemas, usamos o velho clichê (que é a mais pura verdade, mas para nós tem se tornado a resposta para todos os questionamentos, só que não vivemos dessa forma): "Deus está no controle de todas as coisas, tudo tem o seu devido tempo e propósito, descansa nEle e confia". Isso não quer dizer que vivemos dependendo dEle, só quer dizer que temos uma resposta linda e abrangente, que responde a todos os questionamentos. Não precisamos de clichês, precisamos de vida. Confio totalmente em Deus e sei que Ele é soberano, mas o que estou questionando é o fato de muitos falarem sobre coisas que não vivem. Assim também é com a SANTIDADE.

Na sua 1ª Espístola, Pedro cita Levítico 20:7 dizendo "porque está escrito: sede santos porque Eu Sou Santo", Pedro nos traz a memória a lei do Senhor. Muito se falava da lei nesta época. Muitos viam a lei com uma afronta a graça, e com razão, pois muitos queriam viver da Antiga Aliança, baseada em sacríficos, condicional, quando eles deviam viver sob a Nova Aliança, por meio do sacrifício do Cristo, que era incondicional. E no meio desse "conflito", criou-se uma aversão à lei. Eu particularmente também tinha. Tive por muito tempo até ler o livro: "A ternura dos 10 Mandamentos", de Ron Mehl (Ed. Quadrangular). Via a lei como uma forma de Deus controlar a sua criação, de afastá-los do pecado, pois o pecado os afastava dEle. Era simples na minha cabeça. Ao ler este livro, passei a entender que ao invés de controlar, Deus se preocupa com os seus filhos. Ao invés de leis de um Deus iracundo, controlador e sempre disposto a castigar, eram mandamentos de amor de um pai que é amável, que se preocupa conosco e está sempre disposto a perdoar. Isso é graça. E a lei é uma forma de nos proteger do pecado. Por quê? Porque ao contrário do que se muito prega, pecar não é ruim. Espiritualmente falando claro é devastador, isto nos afasta de Deus e em pecado não podemos ter uma vida de santidade. Mas carnalmente falando é bom. Você fala que se a pessoa pecar ela será castigada duramente por Deus. Aí ele peca e nada acontece com ele. E ele continua a pecar, a pecar... Criaram-se muito mitos pro pecado, quando ao invés disso devíamos ter uma conversa franca com os nossos adolescentes e jovens e dizer: "cuidado, pecado vicia. E se você está longe de Deus, cada vez dá mais vontade de pecar e aquele raio que você acha que vai cair na sua cabeça, nunca cairá..." O pecado traz consequências? Sempre. Algumas vezes são imediatas e visíveis? Nem sempre. Falo isso porque a pior consequência do nosso pecado é entristecer, desagradar a Deus, e muitas vezes estamos insensíveis pra isso.

O que é pecado? É tudo aquilo que falamos, pensamos ou fazemos que desagrada a Deus, que nos afasta dEle. Por quê? Porque Ele é um desmancha prazeres? Não. Porque ele nos ama e se preocupa conosco. Sabe que consequências virão sobre nós, que frutos vamos colher. Ele nos diz: "Meu filho, minha filha, Eu amo você e me preocupo com as suas decisões erradas, pois Eu sei de todas as coisas e sei o que irá recair sobre você."

SANTIDADE JÁ!!! CHEGA DE UMA VIDA SEM OBJETIVOS!!!, tenho vontade de gritar. Quero a todos pulmões usar o clichê: ACORDA!!! HÁ CAMINHOS QUE AOS OLHOS HUMANOS SÃO MARAVILHOSOS, MAS QUE NO FINAL SÃO CAMINHOS DE MORTE!!!!

Sendo simples e grosso?

O AGORA PODE ATÉ SER INTERESSANTE,

MAS O ETERNO É INCOMPARÁVEL...

Para finalizar, em levítico 20:7 e 8, lemos: "Portanto, santificai-vos e sede santos, pois eu sou o SENHOR, vosso Deus. Guardai os meus estatutos e cumpri-os. Eu sou o SENHOR, que vos santifico." Aqui vemos três preciosas lições:

  1. Somos chamados a santidade (v.7) - DEVEMOS SER SANTOS, SEPARADOS POR DEUS E PARA DEUS;
  2. Somos chamados a guardar os estatudos do Senhor e cumprí-los (v.8) - DEVEMOS OBEDIÊNCIA A DEUS E A SUA PALAVRA;
  3. Somos santificados por Deus (v.8) - DEUS SEMPRE TOMA O 1º PASSO, NOS CHAMANDO A SANTIDADE E NOS SANTIFICANDO.

Sejamos então santos, porque Deus é Santo. Que a partir de AGORA, deixemos de viver de clichês e vivamos o que pregamos, pois o ETERNO nos espera.

Que Deus seja louvado. A Ele todo louvor, toda honra e toda glória sejam dadas. Amém!