18 junho 2008

De Volta pra Ti



Vivemos em uma sociedade onde os valores e conceitos mudam rapidamente. Antigamente roubar, colar na prova, você ser infiel e desleal, você ter vícios e por aí vai, tudo isso era errado. Hoje é aceitável. Se você tem buscado viver uma vida totalmente diferente disso tudo que foi citado, você é careta.

“O quê? Você não cola na escola? Nossa... como você é Mané!”
“Você é fiel e leal ao (a) seu (sua) namorado (a)? Como você é careta!”
“Você não fuma e nem bebe? Como você consegue ser feliz?”
“Você vai esperar até o casamento?” Em que mundo você está?”

Somos bombardeados de todas as formas e por todos os lados. A área mais atacada é a nossa santificação, muitas vezes por meio dos nossos relacionamentos.

Em 1ª João 2:14-17 - NVI nós lemos:

14 Jovens, eu lhes escrevi, porque vocês são fortes, e em vocês a Palavra de Deus permanece e vocês venceram o Maligno.
15 Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.
16 Pois tudo o que há no mundo — a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens — não provém do Pai, mas do mundo.
17 O mundo e a sua cobiça passam, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.

Voltando um pouco no texto, em 1ª João 2:1-6 NVI, nós lemos:

01 Meus filhinhos, escrevo-lhes estas coisas para que vocês não pequem. Se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo.
02 Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos pecados de todo o mundo.
03 Sabemos que o conhecemos, se obedecemos aos seus mandamentos.
04 Aquele que diz: “Eu o conheço”, mas não obedece aos seus mandamentos, é mentiroso, e a verdade não está nele.
05 Mas, se alguém obedece à sua palavra, nele verdadeiramente o amor de Deus está aperfeiçoado. Desta forma sabemos que estamos nele:
06 aquele que afirma que permanece nele, deve andar como ele andou.

Essas duas passagens nos fala sobre os perigos do pecado que provêm do mundo e como devemos nos portar: sendo fortes. Que devemos seguir a Sua palavra, como prova de que conhecemos a Deus. Se o conhecemos, guardamos os seus mandamentos. Se permanecemos nEle, andamos como Ele andou.

Existe uma música antiga que diz:
"Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama (2x)
E aquele que me ama será amado por Meu Pai e Eu também O amarei e me manifestarei a ele."

Mas como podemos manter uma vida pura, se não entendemos a dimensão do pecado e a extensão do amor e do perdão de Deus?

Alguns pensam assim em relação ao pecado: São transgressões a uma lei criada por um Deus PUNITIVO E CONTROLADOR que quer mandar na sua criação, nos privando de qualquer diversão... MUITOS PENSAM ASSIM! Estão errados!!!

Sabe o que é pecado?

É tudo aquilo que fazemos, pensamos ou falamos que não agrada a Deus. Por quê? Porque Ele quer nos controlar? Não, porque Ele nos ama e sabe o mal que a decisão de pecar nos fará. Ele é um Deus PUNITIVO, sempre disposto a nos castigar? Não, Ele nos ama, se preocupa conosco e está sempre disposto a perdoar.

É simples assim? É, é simples assim!

Mas é tão difícil viver sem pecar...

É, é muito difícil... Ao contrário do que falam pecar é bom! Para carne ele é maravilhoso... Mas a Bíblia nos diz: “Existem caminhos que aos nossos olhos são maravilhosos, mas que no final são caminhos de MORTE.” (Provérbios 16:25)

Pecar é bom... As conseqüências é que não são tão boas...

Deus se preocupa conosco. Preocupa-Se com as conseqüências das decisões que tomamos. Deus é soberano e Ele sabe quais são os caminhos de morte e qual é o verdadeiro caminho, o caminho que leva à vida: Jesus Cristo.

"Eu sou o Caminho, e a Verdade, e a Vida; ninguém vem ai pai se não for por mim." (João 14:6)


Você deve estar se perguntando: Como eu posso andar nos caminhos do Senhor, de acordo com a Sua vontade?

No Salmo 119:9-11 - NVI, nós lemos:

09 Como pode o jovem manter pura a sua conduta? Vivendo de acordo com a Tua palavra.
10 Eu te busco de todo o coração; não permitas que eu me desvie dos teus mandamentos.
11 Eu guardo no meu coração a Tua palavra para não pecar contra Ti.

Que lições nós podemos tirar aqui?

1ª Lição: Só podemos andar nos caminhos do Senhor, se nós vivermos segundo o que Ele nos ensina na Sua palavra.

2ª Lição: Quando buscamos o Senhor de todo o nosso coração (ler Mateus 6:33), se Ele é a nossa prioridade, há um desejo nosso de não nos desviarmos dos mandamentos de Deus.

3ª Lição: Devemos guardar a palavra de Deus em nosso coração para não pecar contra Ele (memorize versículos-chave sobre santidade e vida cristã).

VOLTANDO AO ASSUNTO “NAMORO”

Acredito que uma igreja sadia baseia-se em famílias bem estruturadas. E para existirem famílias bem estruturadas, é necessário haver santificação no namoro, que é a base para o casamento. Pessoas que colocam Deus como prioridade desde o namoro, conseqüentemente colocam também no casamento e só quem ganha é a igreja. Outro fato importante que precisa ser levado em conta é que se as pessoas não conseguem agir com lealdade, amor e fidelidade no namoro e não sabem se relacionar com pessoas que estão do seu lado, como poderão manter um relacionamento com Deus? O namoro é a base para todo tipo de relacionamento cristão: família, igreja e o relacionamento com Deus.

Mas o que é namoro? Aprendi na minha época de seminarista da Palavra da Vida que é um relacionamento (prefiro compromisso), entre pessoas de sexo oposto, não definitivo, mas que visa o casamento.

Falando novamente em santidade, não existe área mais bombardeada em nossas vidas por satanás do que o namoro. É por meio do namoro que a família é constituída. Famílias bem constituídas geram igrejas sadias.

Ele usa de artimanhas para nos afastar de Deus por meio dessa área. Ele começa a mexer com a nossa santidade, nos fazendo avançar o sinal vermelho. Cria situações para estarmos sozinhos com o namorado ou a namorada. Faz com que pouco a pouco tiremos uma casquinha aqui, outra ali.

Ele faz com que os meninos passem horas e horas no banheiro “tomando banho”... E que as meninas se vistam de forma provocante para chamar a atenção dos meninos...

Faz com que, pouco a pouco seja um caminho sem volta e o sentimento de culpa desapareça, e quando percebemos, estamos tão distantes de Deus...

Com isso vai minando o namoro e destruindo o modelo que Deus tem para a família.

Vivem preocupados, esperando aquele dia chegar... E quando atrasa um pouquinho é sinal de desespero...

Alguém um dia me perguntou onde a Bíblia falava sobre esperar até o casamento. Eu citei algumas passagens como Gênesis 2:24 e 1ª Tessalonicenses 4:3-8 (em outro tópico vou me deter apenas a este assunto), bem como a sua interpretação e concluí a minha exposição com a seguinte pergunta: "Se Deus nos ama, tem o melhor para nós, se preocupa conosco, é Soberano e sabe onde dará cada decisão nossa e a Sua Palavra nos diz que a Sua vontade é boa, perfeita e agradável (Romanos 12:2)... Será que não vale a pena obedecermos ao seu pedido e esperarmos? De abrirmos mão de satisfazer um desejo temporário e viver o resto da nossa vida conjugal de uma forma plena e abençoada por Deus? Sim, vale a pena!!! Sempre vale a pena agradar a Deus!!!"

Deus tem uma vida melhor para você!!! Ele nos chama a ter uma vida abundante, a andarmos de cabeça erguida, sem preocupações ou medo. Então tenho três perguntas para te fazer:

Como está a sua vida nesta área?

De 0 à 10, que nota você daria para a sua vida?

E que nota Deus daria para você?



Deus nos diz em Sua palavra: “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e Justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1ª João 1:9)

Ele quer nos dar um novo começo, pois faz nova todas as coisas. Mas uma vez eu pergunto: Como está a sua vida nesta área?


Que Deus continue a nos abençoar e cobrir com a Sua Graça!

08 junho 2008

Em Busca de um Namoro Cristão



Acredito que uma igreja sadia baseia-se em famílias bem estruturadas. E para existirem famílias bem estruturadas, é necessário haver santificação no namoro, que é a base para o casamento. Pessoas que colocam Deus como prioridade desde o namoro, conseqüentemente colocam também no casamento e só quem ganha é a igreja. Outro fato importante que precisa ser levado em conta é que se as pessoas não conseguem agir com lealdade, amor e fidelidade no namoro e não sabem se relacionar com pessoas que estão do seu lado, como poderão manter um relacionamento com Deus? O namoro é a base para todo tipo de relacionamento cristão: família, igreja e o relacionamento com Deus.

Mas o que é namoro? Aprendi na minha época de seminarista da Palavra da Vida que é um relacionamento (prefiro compromisso), entre pessoas de sexo oposto, não definitivo, mas que visa o casamento. Dando uma passeada na net e olhando os vários e-mails que sempre recebo de amigos, sobre diversos assuntos, recebi um muito bom. Segue anexo o texto, que eu acredito que será bastante esclarecedor. Graça e paz!

Os 10 Mandamentos do Namoro Cristão

Namoro é uma fase muito bonita. É definido como o ato de galantear, cortejar, procurar, inspirar, amar a alguém. O namoro cristão, tenha a idade que tiver, deve ser uma convivência afetiva preliminar que amadurece e prepara o casal para o compromisso mais profundo. O contrário disso, longe dos princípios de Deus, pode resultar em uma experiência nociva e traumática. Observe alguns princí­pios que ajudam a manter o seu namoro dentro do ponto de vista bíblico.

1. Não namore por lazer: namoro não é passatempo e o cristão consciente deve encarar o namoro como uma etapa importante e básica para um relacionamento duradouro e feliz. Casamentos sólidos decorrem de namoros bem ajustados.

2. Não se prenda em um jugo desigual (II Coríntios 6:14-18): iniciar um namoro com alguém que não tem temor a Deus e não é uma nova criatura pode resultar em um casamento equivocado. E atenção: mesmo pessoas que freqüentam igrejas evangélicas podem não ser verdadeiros convertidos ou não levarem um relacionamento sadio com Deus.

3. Imponha limites no relacionamento: o namoro moderno, segundo o ponto de vista dos incrédulos, está deformado e nele intimidade sexual ou práticas que levam a uma intimidade cada vez maior são normais, mas o namoro do cristão não deve ser assim, o que nos leva ao próximo mandamento.

4. Diga não ao sexo: Deus criou o sexo para ser praticado entre duas pessoas que se amam e têm entre si um compromisso permanente. É uma bênção para ser desfrutada plenamente dentro do casamento; fora dele é impureza.

5. Promova o diálogo e a comunicação: conversar é essencial, estabeleça uma comunicação constante, franca e direta e não evite conversar sobre qualquer assunto.

6. Cultive o romantismo:
a convivência a dois deve ser marcada por gentileza, cordialidade e romantismo. Isso não é cafona, nem é coisa do passado e traz brilho ao relacionamento.

7. Mantenha a dignidade e o respeito: o namoro equilibrado tem um tratamento recí­proco de dignidade, respeito e valorização. O respeito é imprescindí­vel para um compromisso respeitoso e duradouro. Desrespeito é falta de amor.

8. Pratique a fidelidade: infidelidade no namoro leva à infidelidade no casamento. Fidelidade é um elemento imprescindí­vel em qualquer tipo de relacionamento coerente à vontade de Deus, que abomina a leviandade.

9. Assuma publicamente seu relacionamento: uma pessoa madura e coerente com a vontade de Deus não precisa e nem deve lutar contra seus sentimentos ou escondê-los.

10. Forme um “triângulo amoroso”: namoro realmente cristão só é bom a três: o casal e Deus. Ele deve ser o centro e o objetivo do namoro.
Deixe Deus orientar e consolidar seu namoro. Viva integralmente as bênçãos que Deus tem para você através do namoro. E seja feliz.

“De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o segundo a tua palavra. De todo o coração te busquei; não me deixes fugir aos teus mandamentos. Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti.” (Salmo 119:9-11 RA)